domingo, 25 de setembro de 2016

Cheesecake


Existem várias receitas de Cheesecake, mas nada se compara ao clássico New York Cheesecake com uma boa cobertura de frutas vermelhas ou simplesmente de morangos como este da foto.
Dizem que o Cheesecake surgiu na Grécia Antiga, porém  somente se tornou popular por volta de 1970, quando se tornou uma das sobremesas mais pedidas nas cafeteiras dos EUA.
A maioria das receitas são feitas com cream cheese, ovos e uma base de biscoitos e depois levado ao forno para assar, porém também é possível fazer sem assar utilizando-se natas, queijo e gelatina.

Rendimento: 10 porções

Ingredientes para a massa:

1 pacote de biscoito maizena;
50g de manteiga sem sal (derretida).

Ingredientes para o recheio:

600g de cream cheese;
1 xícara de chá de açúcar refinado;
1 colher de sopa de extrato de baunilha;
Raspas de 1 limão;
3 ovos;
1/2 xícara de creme de leite.

Ingredientes para cobertura de morango:

300g de morangos lavados e cortados ao meio;
1 e 1/2 xícara de chá de açúcar refinado;
Suco de 1 limão.

Modo de preparo da massa:

Coloque os biscoitos no liquidificador para triturar até formar uma farinha.
Peneire em uma vasilha e adicione a manteiga derretida.
Faça uma massa e forre uma forma redonda com fundo removível.
Leve para assar em forno à 180º C por 7 minutos. Retire do forno e reserve.

Modo de preparo do recheio.

Bata na batedeira o cream cheese até ficar macio. 
Continue batendo e acrescente o açúcar, os ovos 1 de cada vez e a seguir a baunilha.
Desligue a batedeira e acrescente o creme de leite e as raspas de limão, misturando com uma espátula.
Coloque o recheio na forma com a massa e leve para assar à 120ºC por aproximadamente 50 minutos.
O Cheesecake está pronto quando o centro está firme e macio.
Retire do forno e deixe esfriar por 30 minutos.
Leve à geladeira por no mínimo 6 horas antes de desenformar e servir.

Modo de preparo da cobertura.

Coloque os morangos, açúcar e o suco de limão em uma panela e leve ao fogo alto mexendo sempre até incorporar.
Deixe ferver retirando a espuma que se forma com uma colher.
Mexa para não grudar no fundo da panela.
Quando a começar a engrossar e a calda que se formar cobrir as costas de uma colher é a hora de desligar o fogo.
Deixe esfriar e leve para gelar.

Na hora de servir, acrescente esta calda de morangos sobre o Cheesecake ou se preferir esta de Calda de Frutas Vermelhas

Bom Apetite !




quinta-feira, 12 de maio de 2016

Feijoada Caseira


Feijoada, comida que se tornou típica da culinária brasileira, tem sua origem creditada a Portugal, onde é feita com uma mistura de carnes salgadas e feijão branco.
No Brasil, ficou conhecida como sendo uma comida de escravos, pois eles adicionavam sobras de carne das cozinhas de seus senhorios ao feijão que estava sendo cozido.
Ideal para os dias frios, a feijoada por ser um prato que demanda tempo e com muitas carnes, também se tornou um prato ideal para refeições em reuniões de amigos e família.
Geralmente em uma feijoada, utiliza-se várias carnes salgadas de porco e bovina porém, eu gosto de utilizar apenas lombo de porco, costelinha de porco, linguiça, paio e carne seca.
Como acompanhamento, costuma-se servir laranja cortada em gomos, couve manteiga refogada, arroz branco, farinha de mandioca e mandioca frita. Em algumas mesas, acrescenta-se torresmo frito e bisteca de porco.



Rendimento 8 porções

Ingredientes:

500 g de feijão preto;
500 g de carne seca;
1 linguiça calabresa defumada;
1 paio defumado ;
300 g de lombo defumado;
300 g de costelinha de porco defumada;
200 g de bacon cortado em cubos;
1 cebola grande picada;
3 dentes de alho espremido ou picado;
Sal e Pimenta do reino à gosto;
1 maço de cheiro verde picado;
1 pimenta dedo de moça sem sementes picada ( opcional )
2 colheres de sopa de óleo vegetal ou azeite ( como preferir )

Modo de fazer:

Deixe as carnes salgadas de molho por no mínimo 12 horas, trocando a água 3 vezes ( verifique se ainda continua salgada ).
Coloque o feijão de molho por no mínimo 3 horas ( o ideal é de um dia para o outro ).
Corte a linguiça e o paio em rodelas não muito grossas.
Coloque as carnes em uma panela de pressão apenas com água e deixe cozinhar por aproximadamente 30 minutos.
Leve outra panela grande ao fogo com água e acrescente o feijão escorrido. Deixe cozinhar enquanto as carnes estão na pressão.
Retire as carnes da panela de pressão e, se preferir, transfira o feijão para a mesma.
Corte o lombo e a carne seca em cubos, a costela em ripas e adicione à panela do feijão. 
Acrescente também a linguiça e o paio.
Em outra panela, coloque o óleo e faça um refogado utilizando o bacon, a cebola, alho e parte do cheiro verde picado. Tempere com sal e pimenta.
Transfira este refogado para a panela do feijão.
Deixe cozinhar lentamente em fogo médio por aproximadamente 2 horas. Se estiver utilizando a panela de pressão, deixe por 30 minutos na pressão e depois por mais 1 hora sem pressão em fogo médio.
Acrescente o restante do cheiro verde e sirva acompanhada de arroz branco, farofa, couve manteiga cortada bem fininha e laranja fatiada.
Para beber, uma boa caipirinha de cachaça com limão ou lima da pérsia ou ainda se preferir, dependendo do clima, um vinho tinto ou uma cerveja Pilsen.

Obs: Para fazer um molho para acompanhar a feijoada, utilize meia cebola bem picada, suco de meia laranja, 1/2 pimenta dedo de moça picada,  1 colher de cheiro verde picado e um concha do caldo do feijão.

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Gengibre em Conserva

Gengibre em conserva ou "Gari", é muito gostoso e ótimo para limpar o paladar entre um peixe e outro durante uma refeição de sushis e sashimis.
Muito utilizado na culinária japonesa, o gari é um estimulante da digestão.

Ingredientes:

2 gengibres grandes ( quanto mais novos, mais tenros eles são );
1 xícara e meia de açúcar;
350 ml de vinagre de arroz;
1 colher de sopa de sal

Modo de fazer:

Lave e descasque o gengibre com uma colher, faca ou descascador de legumes.
Fatie finamente utilizando uma mandolina ou faca bem afiada.
Salgue o gengibre, esprema bem com as mãos e coloque em uma peneira para escorrer.
Enquanto isso, leve o açúcar e o vinagre ao fogo e faça uma calda rala. Reserve.
Lave as fatias de gengibre e escorra.
Coloque em um pote e cubra com a calda. Tampe e deixe por 24 horas antes de utilizar.
A conserva dura em geladeira por aproximadamente 2-3 meses.

Bom Apetite !


terça-feira, 26 de abril de 2016

Pudim de Chocolate


Pudim é uma sobremesa que agrada muita gente e que é muito fácil de criar variações, basta não ter medo de tentar.
Este pudim, foi feito com 2 tipos de chocolate e eu achei o resultado muito bom. Se preferir pode utilizar chocolate e cacau para ficar mais amargo.

Ingredientes:

2 embalagens de 200 g de leite condensado;
Leite ( 2 medidas na embalagem do leite condensado );
1 xícara de chá de chocolate em pó ou cacau;
1 barra de chocolate meio amargo;
4 ovos;
250 g de açúcar;
100 ml de água.

Modo de fazer:

Misture o açúcar com a água e leve ao fogo alto deixando formar uma calda em ponto de fio.
Unte com a calda, uma forma redonda com furos ou forminhas individuais, como preferir.
Derreta o chocolate em banho maria.
Retire do banho maria e misture o leite condensado e o leite.
Coloque em um liquidificador essa mistura, o chocolate em pó e os ovos.
Bata até ficar homogêneo.
Coloque a mistura na forma untada e leve para assar em banho maria em forno pré aquecido à 150ºC por aproximadamente 1 hora e 20 minutos.

Nota: Se não gostar que forme uma casquinha na parte de baixo ao desenformar, é só cobrir com papel de alumínio.

Bom Apetite !!

sábado, 23 de janeiro de 2016

Cupim Assado ao Molho de Ervas e Vinho Tinto


Cupim é uma carne muito saborosa, proveniente da parte dianteira do boi um pouco acima do pescoço.
Por ser barata e entremeada de gordura, muitas vezes descartamos e nos lembramos apenas nas Churrascarias.
Este corte de 2ª precisa de um cozimento lento para que toda a gordura entremeada, de sabor e maciez a carte.
Aproveite esta receita assada e aprecie em sua casa uma nova maneira de comer o Cupim.

Porção para 6-8 pessoas

Ingredientes:

1 cupim de aproximadamente 1,5-2 kg;
1 cenoura em rodelas;
2 cebolas roxas em fatias;
3 dentes de alho espremido;
3 ramos de alecrim;
1/2 litro de vinho tinto seco;
1 colher de sopa de azeite ou óleo vegetal;
1 colher de sopa de manteiga sem sal;
1 colher de sopa de tomilho;
1/2 litro de caldo de carne;
1 colher de sopa de orégano;
1 maço de salsa e cebolinha picados;
2 colheres de sopa de molho inglês;
Sal grosso e pimenta do reino moídos na hora.

Modo de preparo:

Retire o excesso de gordura externa e faça alguns furos na carne com um garfo comprido utilizado em churrascos.
Coloque em uma vasilha e adicione todos os ingredientes, exceto a manteiga e sal grosso. Deixe marinar de um dia para o outro ( aproximadamente 6 horas ).


Retire a carne da marinada e seque com um pano limpo.
Pegue uma panela grande, funda e que possa ir ao forno, leve ao fogo alto e adicione a manteiga.
Quando a manteiga começar a espumar, frite a carne de todos os lados para selar e a seguir junte as partes sólidas da marinada.
Deixe dourar os legumes, tempere com o sal grosso e a seguir junte o líquido da marinada e o caldo de carne.
Quando começar a ferver, cubra a panela com papel alumínio e leve ao forno pré aquecido a 250º por aproximadamente 3-4 horas (vai depender do tamanho do cupim).
Retire o papel alumínio e deixe dourar por mais 20 minutos.
Retire a carne, cubra com o papel alumínio e reserve.


Retorne a panela ao fogo alto e deixe reduzir bem o molho, retirando antes o excesso de gordura. Caso prefira um molho sem pedaços, bata tudo no liquidificador ou passe em uma peneira.

Sirva acompanhado de salada verde, farofa, arroz biro-biro e batatas.

Como bebida, a minha sugestão é uma tradicional cerveja Pilsen artesanal.

Bom Apetite !